Paraty Eco Fashion 2014

by

Boa noite,

Para quem ainda não conhece o evento Paraty Eco Fashion, trata-se de um incentivo a moda sustentável. Todos os anos são reunidos artistas, estilistas e estudantes em prol de promover mesas, debates, palestras, mostras, oficinas e desfiles sobre o tema sustentabilidade.

Este ano o evento está super especial!

NOT_MED_0000004473

Contamos com a presença de Ronaldo Fraga.

A cada nova coleção que Ronaldo Fraga coloca nas passarelas e vitrines, confirma-se a suspeita de que a palavra “estilista” seja muito pequena para definir a atuação profissional deste designer, pesquisador, ilustrador e mais. Há sempre muito mais em suas coleções do que cartela de cores-modelagem-silhueta-tendências da estação. A roupa criada por Ronaldo traduz o Brasil, traz emoção, conteúdo e, nem por isso, perde graça e leveza. Irreverência, criatividade e estética afinam o conjunto. Quando escolhe um tema – como, por exemplo, a obra de Cândido Portinari, no lançamento para o verão 2015 na última edição do São Paulo Fashion Week –  ele vai fundo, o incorpora, amplia inventa: não é mera referência ou sutil inspiração (http://www.paratyecofashion.com.br)

 

ronaldo-fraga-682x1024

ronaldo_fraga

 

Ronaldo Fraga fará palestra no evento Paraty Eco Festival (16 a 19 de outubro), onde pretende falar de dois de seus projetos: Design na Pele, que deu origem a sua coleção Carne seca (para o inverno 2014) e outro que envolveu seis meses de trabalho junto a artesãs no Sudeste do Estado do Pará e deu origem à coleção Um Turista Aprendiz na terra do Grão-Pará,para o inverno 2013. Em comum entre os dois, a parceria com artesãos brasileiros e a valorização de suas técnicas e práticas tradicionais.

 

Mayumi Ito: conexão Brasil-Japão

Mayumi Ito é uma criadora múltipla: arquiteta, ilustradora, designer com foco em criação têxtil e moda, envolveu-se com com o artesanato, o respeito ao meio-ambiente e o aproveitamento de materiais e recursos. Sua trajetória pessoal e percurso profissional também passam por múltiplos lugares e situações: nasceu no Espírito Santo, mudou-se para São Paulo na infância (onde e se formou arquiteta nesta cidade), viveu quinze anos no Japão, país ao qual chegou com uma bolsa-trabalho que ganhou em um projeto da Câmara de Comércio do Japão; lá,trabalhou como arquiteta e em áreas ligadas ao design de moda, ao design gráfico, travando conhecimento com criadores que valorizam o artesanato, a habilidade de produzir objetos manualmente com maestria,e também com exímios artesãos. No Japão, hoje, não se faz muito artesanato, mas há enorme respeito por esta habilidade e conhecimento tradicionais. As pessoas que o detêm – como aqueles que dominam a fiação e a tecelagem com fibra de banana ou a confecção de tipos específicos de papel artesanal – recebem o título de “patrimônio vivo” e são tratadas com deferência.

mayumi01De volta ao Brasil no início dos anos 2000, Mayumi escolheu viver na pequena cidade de Muzambinho, no Sudoeste de Minas Gerais (447 km da capital Belo Horizonte), ao perceber que ali poderia realizar seu projeto de trabalhar em parceria com artesãs. Um grupo de sete costureiras e cerca de quinze bordadeiras cria e desenvolve junto à designer peças de roupas exclusivas, produzidas com delicadeza e maestria, em que se utilizam técnicas como tingimento vegetal (ensinado pela mestra Hisako Kawakami), a renda frivolitê, que é tradicional na região, ou o patchwork: este, foi ensinado pela mãe de Mayumi e o objetivo é o aproveitamento total dos retalhos e resíduos de tecidos resultantes da confecção.

Mayumi Ito será uma das palestrantes do Ciclo de Palestra do Paraty Eco Festival (16 a 19  de outubro). Diz que aceitou o convite para participar “porque há uma convergência de objetivos e conceito deste evento com o que venho fazendo em Muzambinho: a valorização da riqueza do trabalho artesanal, da tradição local, desenvolvimento de novos produtos a partir de conhecimento e técnica existentes visando permanência de artesãos na sua região.Espero divulgar nosso trabalho de quase onze anos em Muzambinho e poder trocar experiências com projetos que estarão acontecendo no Paraty Eco Festival”.

(créditos site do evento http://www.paratyecofashion.com.br/ )

Além das participações ilustres o evento conta com palestras de artesãos locais e exposições de seus trabalhos.

Oficinas

Inscrições no site www.paratyecofashion.com.br

 

Liana Bloisi

Sonia Bianco

BORDADOS

Local: Cinema
Horário: das 10h às 13h

 

 

Lauro MonteiroLauro Monteiro

A COLAGEM COMO TÉCNICA NO PROCESSO DE CRIAÇÃO DO DESIGN DE MODA

Local: Cinema
Horário: das 15h às 18h

 

 

chiaraChiara Gadaleta

OFICINA DA TRANSFORMAÇÃO

Local: Cinema
Horário: das 10h às 13h

 

 

Almir TãAlmir Tã

GASTRONOMIA CAIÇARA

Local: Restaurante Centro Histórico
Horário: das 10h às 13h

 

 

Gabriela RiccaGabriela Ricca

ACESSÓRIOS

Local: Casa da Cultura
Horário: das 14h às 17h

 

 

JubileuJubileu

CURSO DE MÁSCARAS EM PAPEL MACHÊ (PAPIETAGEM)

Local: Cinema
Horário: das 15 às 18h

 

 

Desfile de Lena Santana e suas alunas

Dia17 de outubro, 20h – Praça da Matriz

Lena Santana apresentará um desfile na sexta-feira resultante de seu curso de molage no Centro de Capacitação Colibri. Este desfile acontecerá no dia 17 de outubro, às 20h, na Praça da Matriz. O Desfile sairá da exposição de Moulage,Sala de Exposição do IPHAN.

 

Desfile da Mostra de Moda e Design Sustentáveis

Dia 18 de outubro, 20h – Praça da Matriz

No dia 18 de outubro,às 19h, na Praça da Matriz, o desfile será de looks da Mostra de Moda e Design Sustentáveis, assim como de coleções dos expositores da Feira Criativa, coordenadospela estilista Lena Santana.

 

Exposições

Exposição Raízes – Diretor artístico e curador: Renato Imbroisi

 

_DSC5556-9

Salão Nobre

Exposição Mar, resultante dos trabalhos realizados no Centro de Capacitação Colibri e de grupos de artesãos convidados.

 

 

 

28.06.2014_Saco do Mamangá Comunidade Curupira_0509-485

SalaDonaGeralda

Exposição Arte Caiçara, barquinhos de madeira feitos por comunidades de pescadores do Saco de Mamanguá, Paraty, e peças da artesã Laise Nascimento, produzidas com as fibras dos cachos das palmeiras pupunha, açaí e jussara e galhos de guapuruvu, árvore típica da região. São peixes, tartarugas marinhas, embarcações, paisagens e outros ícones do mar.

 

10620720_735079526527685_2182386826295777912_n

Sala Samuel Costa

Exposição Artesanato Guarani, feito por artesãos da aldeia Itaxi, de Paraty Mirim. Esta exposição é resultante de um trabalho feito por Renato Imbroisi e sua equipe, em parceria com os artesãos da aldeia, em um mergulho nas tradições dos trançados e esculturas guaranis.

 

_DSC3812

Pátio da Casa da Cultura

Exposição Mestres do Mar, dez mestres do mar de Paraty serão homenageados com fotos expostas no pátio da Casa da Cultura. São homens pescadores, escultores, poetas e cirandeiros com histórias de vida e de riqueza cultural.

 

 

Cortejo de barcos

cortejo_barcos

Dia 18 de outubro, sábado, às 21h, o Paraty Eco festival apresentará o Cortejo de Barcos no Rio Pereque Açu. Um verdadeiro mergulho na identidade cultural de Paraty.

Cortejo de Barcos no Rio Pereque Açu

Direção: Bernadete Passos e Renato Imbroisi

Cenografia: Jorge Constantino

Mobilização: Ana Rocha

Barcos:
1- Mestres do Mar-Ciranda
2- Mascarados
3- Crochê
4- Tecelagem
5- Bordado
6- Costura
7- Retalhos
8- Aldeia Itaxi
9- Quilombo
10- Arte Caiçara
11- Associação Cairuçu

rio

 

O blog Leanda Livia tem uma parceria com a Eco pousada Cachoeira Azul, estamos elaborando um pacote para estudantes de moda e blogueiras, as participações especiais ainda são surpresa, depois conto aqui!

mas quem quiser ir ao evento pode enviar um email para reserva@cachoeiraazul.com.br e mencionar o blog que terá um desconto especial.

Nos vemos no evento!

2 Responses

Aproveite a visita e deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.