Browsing Category Resenha

O Rei Leão – O filme que vale por uma sessão de Coach

by

Tudo bem chiques?

Ontem foi a grande estréia do filme O Rei Leão, a nova versão super realista do desenho que conquistou gerações.

A nova versão em formato filme impressiona pela realidade, oferecendo também a versão 3D, que nesse caso é boa sim.

O filme volta para apaixonar aqueles que foram crianças na época de O Rei Leão e conquistar as crianças e adolescentes de hoje.

Não sei se vocês já assistiu mas eu fiz questão de ir na estréia! Mas esse post não é um spoiler e sim a minha reflexão e opinião sobre a grande mensagem por trás do filme que vale por uma sessão de Coach!

A mensagem por trás de um Leão

De certo que a mensagem de maior impacto na época que eu era criança, quando assisti O Rei Leão pela primeira vez com a minha mãe no cinema, e a cena mais forte do filme foi a morte de Mufasa pai de Simba.

E claro que essa foi novamente uma cena de impacto e grande emoção nesse filme, mas naquela época a mensagem de Mufasa que mais marcou pra mim foi sobre ‘os grandes reis do passado estarem nas estrelas olhando por nós’

Essa mensagem continua sendo muito forte, não só para mim, mas para qualquer pessoa se lembrar, porque de fato as pessoas que amamos estão sim em um outro plano, superior, olhando por nós.

Mas dessa vez eu prestei muita atenção em duas partes importantes do filme.

Mensagem que vale por uma sessão de Coach 1

O ensinamento de Timão e Pumba sobre ”Hakuna Matata”. É como um ”viva e deixe viver”.. durante a minha formação de Coach e em um evento do Roberto Shinyashiki, um dos meus aprendizados que tento recordar sempre e passar para os meus Coaches é.. Não fique pensando e remoendo um problema no momento em que você não pode resolver. Muitas pessoas perdem noites de sono, tem problemas de saúde, e geram tensos e situações ruins por ficarem pensando nos problemas nos momentos em que eles não podem ser resolvidos, por exemplo, a noite deitados antes de dormir.

Se você não pode resolver um problema esqueça-o até o momento em que você poderá resolve-lo.

Mensagem que vale por uma sessão de Coach 2

Quando Rafiki, o macaco espiritualizado da selva pergunta a Simba ”Quem é você” e ele diz ”ninguém”

Então Rafiki explica que mesmo pra alguém que pense não ser ninguém, ele é importante e tem seu papel no Ciclo da Vida. Ele diz a Simba que Mufasa vive nele.

Nós temos muita dificuldade de aceitar o Ciclo da Vida, e claro que é imensamente difícil viver e ficar fisicamente longe de quem amamos, mas todas as pessoas que amamos deixam algo em nós, e quando essas pessoas são nossos pais somos um pedaço deles, eles vivem em nós de alguma forma, e nós temos que seguir no ciclo da vida cumprindo a nossa missão e deixando nossos ancestrais orgulhosos de onde quer que estejam.

Em seguida Mufasa fala com Simba sobre ele lembrar-se de quem ele é.

”Simba, lembre-se de quem você é”

Essa é uma grande lição de Coaching , lembrar de sermos quem somos, cumprindo nossas missões, cada um do seu jeito.

Saber o que queremos fazer nesse mundo, o que nos deixa feliz, que lugar devemos ocupar nesse grande ciclo da vida.

Pra quem não sabe pra onde ir, qualquer caminho serve, e foi o que aconteceu com Simba na história, ao fugir ele não sabe pra onde ir e qualquer caminho servia apenas para se afastar de seu reino, porém ele estava vivendo uma vida sem propósito e sendo alguém que não era, até reencontrar Nala e Rafiki para relembrar os ensinamentos de seu pai e lembrar de quem era.

Após ouvir Mufasa, Simba reflete sobre quem ele é e volta para ocupar seu lugar de rei e cumprir sua missão no ciclo da vida, equilibrando a natureza e cadeia alimentar em seu reino.

As lições que devemos levar do filme.

Entender e lembrar sempre de quem nós somos, fazer aquilo que amamos e ocupar nosso lugar no ciclo da vida, respeitando nossa essência é primordial para uma vida leve e mais feliz.

Quando você sabe quem você é, você não se perde nesse ciclo, você sabe qual caminho seguir para ser feliz e cumprir suas metas e objetivos.

Entender que você não deve remoer ou ficar pensando em um problema quando não puder resolve-lo! Lembre-se também de Hakuna Matata! Problemas que não podem ser resolvidos não devem ter a importância fora do momento correto, eles sevem para aprendermos e ressignificarmos, mas não para serem geradores de mais problemas ainda, sobre tudo de saúde.]

  • Lembre-se de quem você é!
  • Hakuna Matata, é lindo viver!
  • Agradeça mais pelas coisas que tem e reclame menos. Esse é o ciclo da abundância e atração de coisas boas!
  • O equilíbrio é a chave para tudo!
  • Valorize suas amizades verdadeira e sua família!

A fotografia do filme

O filme de fato tem imagens e uma fotografia incrível!

O 3D vale a pena, porque como o filme é todo feito em computação gráfica o efeito fica bem realista e não cansa a vista como em alguns filmes.

A Semelhança dos animais com o desenho também é muito boa.

As musicas

Os cantores e novas vozes foram muito bem escolhidas, vale lembrar que Beyoncé dubla e leoa Nala e que já na versão em Portuguêsleva a voz da cantora Iza. O filme de fato tem suas escolhas musicais muito bem pensadas.

E aí, ainda tem alguma dúvida que vale muito a pena ver e rever O Rei Leão?!

Um beijo e até a próxima resenha de cinema!

Você sabe como fazer o Branding do seu Instagram?

by

Pra começar é importante saber o que é Branding.

Branding é um conjunto de ações alinhadas ao propósito, valores e imagem de uma marca ou pessoa.

Para ter um bom Branding suas ações e posicionamentos precisam estar alinhas para transmitir a ‘vibe’ que você deseja criar no seu ‘ambiente’

Aqui no caso o nosso ambiente em questão é o Instagram.

Mas afinal como fazer um bom Branding de Instagram?

Hoje o Instagram é uma plataforma usada de várias maneiras, ele pode ser apenas uma diversão e troca de fotos e comentários entre amigos, uma vitrine de marca, ou o principal ambiente para transmitir o seu Branding.

Calma, ninguém está falando de criar uma atmosfera fake; mas sim de alinhar suas ações e imagem ao seu propósito.

Quando falamos em imagem aqui quer dizer transmitir o que você acredita como life style, valores, ou conhecimento profissional.

No Instagram você precisa pensar e definir qual a mensagem que você quer transmitir, e pensar que tipo de posts o público gostaria de ver.

Através de um feed interessante que se conecte com a sua vibe, estilo de vida ou conteúdo comercial que deseja passar o Instagram começa a gerar ótimo engajamento e resultados, se tornando uma excelente plataforma para fazer negócios ou criar seu portfólio, afinal ele passa a representar seu Branding, ou seja, sua marca e identidade alinhadas, seja um perfil pessoal ou profissional.

Vamos ver esses dois exemplos de Branding, um de marca comercial e um pessoal.

Percebam o life style criado de acordo com a personalidade pessoal de Camila Coelho.
Percebam a cartela de cores ornando e as postagens de live style que tem tudo a ver com a marca.


  • Escolha fotos claras e bonitas que façam sentido com seu lifestyle ou estilo da sua marca.
  • A cartela de cores sempre deve combinar para que o visual fique mais atrativo e clean.
  • Fotos com alta qualidade chamam mais atenção.
  • Seja criativo e ao mesmo tempo espontâneo e REAL, as pessoas adoram!
  • Mostre o estilo e produtos da sua marca
  • Para perfis pessoais que querem passar lifestyle, mostre as coisas que você gosta de fazer e aconselha sobre o dia a dia

Espero que essas dicas possam te ajudar, se ainda restaram dúvidas deixe seu comentário, ficaremos felizes em ajudar!

um beijo e até o próximo post.

Mary Poppins o retorno – o que achei do musical da Disney

by

O musical

Sim, o filme é um musical, portanto, não vá com uma companhia chata que não goste de musicais ao cinema!

Já começo o texto com esse alerta porque essa semana assisti ao filme Mary Poppins, um filme lindíssimo e super lúdico, mas como em todo musical tem o tiozão que leva os filhos mas fica resmungando, isso porque ao invés de prestar atenção a bela mensagem do filme, algumas pessoas preferem focar no que não gostam..mas após esse desabafo vamos lá..

O filme segue o modelo do primeiro, mantendo acesa a chama das ideias de Wall Disney, afinal Mary Poppins é uma babá encantada que tem a missão de ajudar famílias e manter o espirito da magia no coração de cada criança.

A linguagem do filme é bem infantil e muito leve, carrega consigo belas mensagens e ensinamentos que esquecemos em determinada parte do caminho da vida.

Um filme que transmite as crianças valores que realmente importam, e lembram aos adultos que podemos ver a vida de uma forma mais colorida sim, e sermos mais realizados, alegres e felizes com nossas famílias.

As danças são lindas, os cantos tem letras com belos ensinamentos, a história é gostosa de assistir…

O figurino

Belíssimo e criativo como todo filme da Disney, o figurino vai dos trajes Londrinos de época até figurinos de desenhos e ilusões.

Muitas cores e tecidos diferentes a cada momento completam a beleza e autenticidade de Mary Poppins.

A fotografia

Uma Londres escura, uma Londres acolhedora e uma Londres alegre, a fotografia do filme é perfeitamente bela e característica além de pairar por cenas com misturas de animação muito criativas e coloridas.

É possível viajar na fantasia junto as crianças, ao mesmo tempo que percebemos a referência do filme original sem muitos tridimensionais modernos, e sim a caricatura lúdica.

Vale a pena assistir?

Com certeza!

Mas vai de bom humor e coração aberto!

Entenda e perceba as mensagens maravilhosas que o filme transmite.

Eu, particularmente, me emocionei muito em diversos trechos.

Espero que gostem do filme e desse post também!

um beijo e até a próxima

Aquaman – Divertido, romântico, sensitivo e com fotografia incrível!

by

Ontem foi dia de conferir a pré estréia do filme Aquaman – O mar te chama na sala Imax do Uci New york City center aqui no Rio de Janeiro, a pré-estréia da Warner ocorreu mundialmente.

Mas afinal o que podemos esperar do longa dedicado ao personagem Aquaman?!

Vamos lá a minha crítica sobre o filme

Aquaman e a Liga da justiça

Apesar de alguns sites e críticos falarem em tom sarcástico ou sobre a existência de ‘chacotas’ ou ‘pouca importância’, eu particularmente, discordo dessa posição em relação ao personagem vindo dos quadrinhos, que teve sua própria publicação e participação na Liga da Justiça.

Digo isso porque em outras épocas diversos personagens presentes na Liga ou em quadrinhos próprios ocupam espaço semelhante (de menor destaque ou preferência do público)  como Aquaman, Flash (Barry Allen), Caçador de Marte, Lanterna Verde (Hal Jordan), já que apesar de reunir icônicos personagens da DC comics, os desenhos e quadrinhos sempre destacaram alguns específicos como Superman, Batman e Mulher Maravilha. Os mesmos foram personagens preferidos de toda uma época.

O elenco da Liga da Justiça até que ficou estável durante a transição da Era de Prata para a Era de Bronze, porém a mulher maravilha abandonou o time por um tempo, retornando mais tarde.

O local do quartel-general teve que ser alterado, após Snapper Carr ter comprometido a localização do Santuário Secreto.

Nos anos 80 alguns personagens entraram pra liga como o Homem-ElásticoTornado VermelhoZatannaMulher GaviãoVingador Fantasma e Nuclear. Nomes que também tinham menos destaque e importância.

A Liga da Justiça voltou a se unir para enfrentar um perigo nunca antes visto, conhecido por Darkseid.

O elenco da versão mais recente da Liga da Justiça nos quadrinhos é composto pelo SupermanBatmanMulher-MaravilhaFlash (Barry Allen)AquamanCyborg e Lanterna Verde (Hal Jordan).  A maioria dos personagens já teve seu filme próprio com sucessos de bilheteria.

Na verdade o destaque e tramas próprias para personagens da DC comics e também da Marvel surgiram a partir das últimas décadas – 0 que não se trata apenas de evidenciar e elevar o personagem Aquaman, mas diversos outros – com destaque nos últimos anos, já que o público dos anos 70, 80 e 90 atingiram uma idade interessante para público cinematográfico além de possuírem culturalmente um nível de valorização muito alto acerca de personagens de suas infâncias, o que trouxe interesse e bilheterias milionárias para as releituras e lançamentos, e claro, a conquista de um público infanto-juvenil do momento.

Acredito que nos anos 70, 80 e 90 eles focaram nos personagens que traziam retorno e preferência da época, e agora criam uma atmosfera lúdica e de boas sensações e recordações evidenciando os demais personagens.

As grandes do cinema como Disney, DC, Marvel entre outras entendeu o momento ideal para reativar seu grande público e conquistar os novos.

Aquaman em destaque

Eu seu primeiro longa por James Wan, Aquaman está em busca de redenção na cultura pop, na verdade uma ascensão do personagem. Criado por Paul Norris e Mort Weisinger, o herói estreou na revista More Fun Comics, em 1941.

Durante a 2.ª Guerra Mundial, Aquaman defendia um navio com refugiados e médicos contra um submarino alemão. Logo ganhou publicação própria, e em 1960, fosse um dos membros originais da Liga da Justiça.

As piadas e pouco interesse no personagem devido outros como superman terem poderes mais interessantes ao meu ver são relativos a épocas e público.

Talvez as tentativas anteriores não tenham sido tão positivas devido ao momento não ser oportuno para valorização de cada um. Pode ser que críticos mais especializados nas histórias em quadrinhos e dos personagens em questão discordem dessa minha visão, mas ela diz respeito a relação de Público versus época versus personagem.

Com o lançamento de Aquaman, é perceptível o resgate e destaque para personagens que anteriormente mantinham-se em pouco interesse.

Shazam estreia em 2019 e o Homem-Borracha está cotado para estrelar um filme solo em breve.

E com certeza podemos esperar lançamentos incríveis da DC, Marvel e Disney para os próximos anos.

 

Aquaman – o mar te chama

O Rei dos Sete Mares está de volta após sua aparição em Liga da Justiça.

Finalmente chega a hora do filme de origem de Arthur Curry interpretado por Jason Momoa.

Diferente de Mulher-Maravilha (em que os acontecimentos antecedem os do filme  Liga da Justiça)  a trama de Aquaman foca na história do personagem em momentos anteriores e posteriores a Liga da Justiça, além de falar sobre as lendas e histórias dos 7 mares.

Filho de um humano com a rainha de Atlântida interpretada no filme por nada menos que Nicole Kidman, Arthur cresce na superfície, com habilidades meta-humanas treinadas pelo braço direito de sua mãe no reino de Atlântida.

Quando seu meio-irmão Orm trama para se tornar o Mestre dos Oceanos, subjugando os demais reinos aquáticos e atacar a superfície, cabe ao protagonista a tarefa de encontrar um tridente lendário que envolve uma bela lenda dos 7 marés para impedir uma guerra entre terra e mar.

Com excelente visual, direção de arte e fotografia impecáveis, o maior trunfo de Aquaman é ser ousado suficiente para apostar em sua estética hipnotizante, que é potencializada pela direção do australiano James Wan.

A missão não é só apresentar o Aquaman, mas toda a mitologia dos Sete Mares, incluindo a história do maior reino deles: Atlântida.

A apresentação do mundo aquático do filme é de detalhes e perfeição mágica, a direção de arte promove uma sensação épica, e admirável.

Wan conseguiu tornar seu design peculiar em uma fantasia nunca vista em um filme do gênero.

Aos meus olhos Aquaman é o longa de herói mais bonito que já vi, e assisto todos! rs

Se sentir em Atlântida é o ponto máximo do filme, e isso porque vi na sala Imax que tem qualidade ímpar mas não era 3D.

O filme te dá vontade de mergulhar nas águas e descobrir aquele mundo, além do personagem que passa uma leveza e caráter natural apesar da força e capacidade.

 

O Figurino

A parte que eu amo!

Para alguns críticos o filme flerta o ‘cafona’ de forma assertiva. Para mim, não há nada de cafona em um filme que traduz de forma bela as tendências e sensações mais desejadas do momento, o exagero de cores e neon, que cria um universo rico e único, com passagens em inspirações dos anos 80 e 90 e um toque de Glamour mais do que desejado na nossa era.

Os figurinos mostram com perfeição cada momento do filme, a leveza, a força, o encantamento e se conectam com tendências e cores que seguem em alta por diversas temporadas na moda, porque de fato agradam e tem seus espaços.

Com destaques para tons de Coral que é a cor eleita pela Pantone para o ano de 2019, os mais diferentes tons de azul e uma vibração de neon que representa ”as luzes” dentro do mar.

Pontos que considero importantes no filme:

  • A chamada para a consciência da importância da preservação dos mares e natureza
  • A comprovação de que o ser humano destrói nosso patrimônio natural valioso para sobrevivência de todas as especies
  • O caráter do personagem principal
  • A valorização do amor
  • A valorização da convivência pacífica entre povos e especies diferentes
  • A valorização de ensinar boas histórias e lendas as nossas crianças despertando criatividade, sabedoria, vivencia entre outras questões importantes na formação
  • Os figurinos totalmente bem feitos com uma pegada anos 80 e 90 que é mais do que tendência no momento, é desejo!
  • As cores, luzes, o neon, o brilho
  • O filme ter um final época e não uma tela preta que te deixa revoltado! kkkk

 

Resumindo..

Corre pro cinema para assistir a estréia de Aquaman porque vocês vão amar pelo menos alguma particularidade do longa.

 

Espero que tenham curtido essa mega resenha de uma figurinista apaixonada por cinema e por filmes mágicos, imaginativos e lindos!

 

Um beijo e até a próxima resenha de cinema!

 

Resenha linha Desmaia Fios Lays Cosméticos.

by

Bonjour chiques,

Tudo bem com vocês?

Esse fim de semana fomos acompanhar de pertinho os lançamentos da Beauty Fair, uma das maiores feiras de beleza da América Latina e do Brasil, que acontece todo ano em São Paulo.

 

Sobre a Beauty Fair.

A feira tinha muuuitos stands e marcas incríveis, com lançamentos e produtos de arrasar o coração da mulherada, e tinham lançamentos bacanas pra homens também.

Mas vou começar por um dos produtos que testei primeiro.

Uma das marcas que me convidou para conhecer os lançamentos da feria foi a Lays cosméticos, eu recebi um kit da linha Desmaia Fios, e já usei durante a viagem mesmo, porque normalmente eu evito levar produtos com embalagem grande, e vou sempre com sachês de produtos de cabelo só pra quebrar um galho.

Na verdade essa é uma boa dica pra vocês que não querem ocupar espaço na mala e se perguntam o que fazer com esse bando de sachês de amostra grátis que ganhamos por aí, tá aí! leva na necessaire de viagem! não ocupa espaço e vocês testa o produto.

Mas enfim acabei iniciando o uso da linha Desmaia Fios durante a viagem mesmo e vamos a resenha do que estou achando do produtos.

Sobre a linha Desmaia Fios.

O tratamento promete diminuir o ressecamento e o frizz, a fórmula sem sulfatos, petrolatos e silicones, oferece uma limpeza profunda e um efeito anti-volume.

Resenha Desmaia Fios Lays Cosméticos.

De cara você já se apaixona pelo cheirinho do produto; meu cabelo é muito fino e pega qualquer cheiro muito fácil, principalmente de fumaça e comida, portanto gosto de usar produtos com cheiro que fique no cabelo por mais tempo.

Costumo levar na bolsa a opção do perfume de cabelo mas nem sempre gosto de usar porque minha raiz tende a ficar oleosa ao longo do dia.

Eu fiquei com um pouco de medo porque meu cabelo é muito fininho mas gostei muito do resultado.

Lavei bem o cabelo com shampoo, passei o condicionador evitando a raiz, e a máscara do meio do cabelo pra baixo..

O Leav-in coloquei só nas pontas e em seguida sequei com secador.

Não percebi diferença no volume o que pra mim foi bom. Achei que o cabelo ficou com muito mais brilho e menos frizz.

Gostei muito principalmente após secar por 3 dias seguidos o que acaba quebrando alguns fios e gerando frizz; mas com o uso da linha percebi que os cabelinhos arrepiados diminuíram muito.

Um ponto importante que eu, particularmente, gostei muito foi que a máscara contém babosa, conhecida por fortalecer os cabelos ajudando no crescimento e força. O produto é pra hidratação profunda, e acho que atinge muito bem as expectativas.

Além disso o cheirinho dura o dia todooo no cabelo! apaixonei! pra mim é um detalhe super importante.

Conclusão

A linha funcionou super bem pro meu cabelo, estou usando há 4 dias e os resultados foram ótimos, é claro que isso pode mudar com o tempo, mas eu costumo falar de uma dica que funciona muito pra mim;

mesmo que você encontre uma linha que ache ideal pros seus cabelos, é legal usar uma ou duas vezes na semana um produto de linha diferente, pelo menos referente a shampoo e condicionador. Isso porque as alterações nas necessidades dos fios mudam constantemente, então é bacana as vezes usar uma linha com outras funções para manter um equilíbrio legal.

Volto a falar pra vocês sobre os produtinhos da Lays Cosméticos em breve contanto como meu cabelo está se comportando com mais tempo de uso.

Mas super indico que vocês também testem a marca, acredito que muitas vão adorar como eu!

 

Espero que tenham gostado dessa Resenha! não deixem de seguir as novidades pelo Instagram e compartilhar as dicas aqui do blog pra sua galera!

beijos e até o próximo post! 😉

No tags 0 Comments

Carnaval do grupo especial do Rio 2018

by

Bonjourãaa,

Tudo bem chiques?

Hoje eu trouxe aqui pro blog a minha coluna do site www.acapivaradeucria.com.br

Lá no Capivara eu escrevo a coluna #capivarastylist

Todo Domingo tem novidades por lá.

Mas queria saber de vocês aqui no blog o que acharam do desfile do carnaval do Rio esse ano?

Infelizmente a cidade foi assombrada por muita violência, precisamos nos unir e nos apoiarmos mais na sociedade em prol de uma vida melhor. Maaas não iremos deixar de prestigiar e reconhecer o trabalho dos carnavalescos, comunidades e barracões que trabalharam muito para fazer um belo carnaval na Sapucaí.

Eu fiz um resumo sobre os enredos e desfiles, e falei sobre minha opinião em relação as fantasias.

Paraíso do TUIUTI

A escola Paraíso do Tuiuti, escola de São Cristóvão, não ganhou mas surpreendeu a todos com um desfile belíssimo e alegria contagiante.

A escola de poucos recursos faz seu carnaval com ajuda da comunidade, levou muitos elogios com o tema “Meu Deus, meu Deus, está extinta a escravidão?” de Jack Vasconcelos. O desfile falou sobre os 130 anos da assinatura da Lei Áurea, com um olhar crítico, lembrando que não houve preparo para a libertação dos escravos. E que isso não trouxe mais cidadania nem igualdade de direitos para os ex-escravos.

Rio de Janeiro – Desfile da Paraíso do Tuiuti, vice-campeã do Carnaval 2018 das escolas de samba do Grupo Especial do Rio (Fernando Grilli/Riotur)

Portela

A Portela com Fantasias maravilhosas fez um desfile digno de uma campeã – em minha opinião – foi uma das mais lindas em termos de fantasia.

Uma comissão de frente lindíssima e criativa.

A escola de Rosa Magalhães falou sobre a saga de imigrantes em busca de liberdade e paz, mostrando como judeus fugidos da Europa no século XVII, com destino ao Nordeste do Brasil, tiveram papel fundamental na formação da cidade de Nova York.

A azul e branco de Madureira passou uma mensagem humanitária contra a discriminação, a perseguição religiosa e à intolerância à diversidade dos povos.

Rio de Janeiro – Desfile da Portela no segundo dia de apresentações do Grupo Especial das Escolas de Samba do Rio, na Sapucaí (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Salgueiro

Salgueiro sempre vem com um belo desfile, fantasias ricas, bateria furiosa e muita animação. Esse ano com o enredo “Senhoras do ventre do mundo”, de autoria de Júlio Tavares, do centro de estudos africanos, Instituto Hoju, o carnavalesco destacou a importância e a força da mulher negra.

“É um apanhado geral desde o princípio feminino da criação que passa pelo lado espiritual, místico e até científico encontrados na África. E que tem tudo a ver com o Salgueiro, que há 50 anos celebrou esse tema com o desfile ‘De escravizada à rainha’”, definiu Alex de Souza, que vai celebrar grandes personalidades femininas como Rainha de Sabá, deusas egípcias, Hypátia de Alexandria, a primeira cientista mulher da Antiguidade, até as matriarcas negras brasileiras.

 

Rio de Janeiro – A escola de samba Salgueiro se apresenta no Desfile das Campeãs do Carnaval do Rio, na Sapucaí (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

São Clemente

A escola falou sobre a Escola de Belas Artes. E o carnavalesco estreante, Jorge Luiz Silveira, com o enredo “Academicamente popular”, quer mostrar a união do clássico com o popular.

A São Clemente também fez bonito no desfile.

Rio de Janeiro – Desfile da Escola de Samba São Clemente no primeiro dia de desfiles do Grupo Especial das Escolas de Samba do Rio, na Sapuca (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

União da Ilha

“Brasil bom de boca”, de Severo Luzardo convidou os foliões para um banquete sobre a culinária nacional, nascida da miscigenação do povo. No caldeirão, cores, história, sabores, irmandades, cultura, sons.

A união tem sempre fantasias muito criativa e com tons de dourado muito predominante.

Rio de Janeiro – Desfile da União da Ilha no segundo dia de apresentações do Grupo Especial das Escolas de Samba do Rio, na Sapucaí (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Unidos da Tijuca

A Unidos da Tijuca homenageou o ator, autor e diretor Miguel Fallabela.

O enredo “Um coração urbano: Miguel, o arcanjo das artes, saúde o povo e pede passagem”, os carnavalescos Annik Salmon, Hélcio Paim e Marcus Paulo vão contar a trajetória do artista, que entre outras coisas foi destaque, carnavalesco e dirigente de escola de samba. Além de ter desfilado várias vezes, inclusive na Unidos da Tijuca, Falabella foi carnavalesco por quatro anos no Império da Tijuca – de 1993 a 1996. É autor também do enredo “A viagem fantástica do Zé Carioca à Disney”, que marcou a estreia da Acadêmicos da Rocinha no Grupo Especial em 1997.

O desfile da escola teve fantasias lindas e muita animação e emoção.

A bateria estava toda fantasiada de Caco Antibes, um dos personagens mais famosos do ator, no programa de criação própria, Sai de baixo. Os atores do programa também desfilaram relembrando essa época do humor na TV Globo.

Rio de Janeiro – Desfile da Unidos da Tijuca no segundo dia de apresentações do Grupo Especial das Escolas de Samba do Rio, na Sapucaí (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Mocidade Independente de Padre Miguel

O tema da escola foi “Namastê… A essência que habita em mim saúda a que existe em você” a escola tem como carnavalesco e autor Alexandre Louzada e teve a sinopse escrita pelo jornalista e escritor Fabio Fabato. A proposta do enredo era mostrar uma espécie de casamento entre Brasil e Índia, mostrando que boa parte de nossa identidade historicamente consagrada tem origem justamente em terras indianas.

Fez um belo desfile.

Rio de Janeiro – Tia Nilda presidente da ala de baianas da Mocidade veio na frente da alegoria, O tabuleiro da baiana tem, no primeiro dia de apresentações do Grupo Especial das Escolas de Samba do Rio, na Sapucaí (Cristina Indio do Brasil/Agência Brasil)

Vila Isabel

Depois de acabar com o jejum de 33 anos da Portela com o campeonato de 2017, o carnavalesco Paulo Barros partiu para voos mais altos e mais distantes e pousou na Unidos de Vila Isabel. Com o enredo “Corra que o futuro vem aí”, ele quis mostrar tudo o que foi criado pelo homem e que contribuiu para os avanços da sociedade. Gênios, como Albert Einstein, Santos Dumont, Graham Bell, Thomas Edson, entre outros serão lembrados.

Uma das comissões de frente mais criativas e encantadoras desse ano.

O casal de porta bandeiras apresentou uma fantasia com leds maravilhosas.

A escola foi uma das mais lindas em termos de desfile.

Rio de Janeiro – Desfile da Escola de Samba Vila Isabel no primeiro dia de apresentações do Grupo Especial das Escolas de Samba do Rio, na Sapucaí (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Beija – flor

Foi bingo para Beija-Flor que fez um desfile com estilo muito diferente do que costumamos ver na escola, e uma crítica social-político-religiosa em pleno carnaval, fazendo um paralelo entre a situação vivida pelo país atualmente e a história de “Frankenstein”, obra de Mary Shelley, que completa de 200 anos em 2018.

A escola representou na avenida situações do cotidiano do Brasileiro, em especial o carioca, arrastões, assaltos, tiroteios.

Uma representação de vampiro fez referência ao presidente Michel Temer em destaque no carro alegórico.

As fantasias vieram muito bonitas e diferentes do que costumamos ver na Beija-flor, apesar da escola continuar sendo uma das que mais usa as cores de sua bandeira – azul e branco – no desfile.

Rio de Janeiro – Desfile da Escola de Samba campeã do Carnaval 2018 na Sapucaí, Beija-flor de Nilópolis (Gabriel Nascimento/RioTur)

Grande Rio

A Grande Rio apresentou na avenida um tributo ao centenário de Abelardo Barbosa, o Chacrinha, que será celebrado no dia 30 de setembro deste ano.

Com o enredo “Vai para o trono ou não vai?” fez um desfile bonito, mas apresentou problemas.

Infelizmente a escola teve um problema com um de seus carros alegóricos que a deixou parada mais ou menos 5 minutos na avenida e foi rebaixada ao grupo de acesso.

No geral a escola estava muito bonita e com fantasias belíssimas como sempre.

Imperatriz Leopoldinense

“Uma noite real no Museu Nacional”, a escola apresentou uma viagem fantástica pelo palácio que foi morada de reis e rainhas e depois abriu suas portas para a ciência. Como bem destaca o carnavalesco Cahê Rodrigues, é preciso destacar a importância da mais antiga instituição científica do país, que está completando 200 anos. O Nacional é também o maior museu de história natural e antropologia da América Latina.

A escola veio com fantasias muito bem feitas e fez um lindo desfile.

 

Império Serrano

A Império Serrano segue fazendo de tudo para garantir seu espaço no grupo de elite do carnaval do Rio.

O enredo falou da rota da seda, “O império do samba na rota da China”, desenvolvido pelo carnavalesco Fábio Ricardo, uma viagem pela cultura, pelo universo de tradições, heranças e invenções e pelos mistérios da China milenar.

A escola contou com a participação dos pesquisadores Helenise Guimarães e Roberto Vilaronga para o desenvolvimento do tema que desenrolou um belo desfile com fantasias ricas e alegorias muito bonitas.

Rio de Janeiro – A Império Serrano abre o primeiro dia de desfiles do Grupo Especial das Escolas de Samba do Rio, na Sapucaí (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Estação Primeira de Mangueira

Minhas escolas de coração Mangueira e Caprichosos de Pilares!

O carnavalesco Leandro Vieira também fez uma crítica bem humorada a quem se aproveita da crise econômica para acabar com a alegria da maior festa popular, o carnaval.

“Com dinheiro ou sem dinheiro, eu brinco”, inspirado na frase da marchinha “Eu brinco”, de 1944 foi o enredo desse ano.

A verde e rosa destacou a importância do carnaval como um traço da cultura popular, desde o tempo em que os foliões usavam polvilho na cara e limão de cheiro. Tem também os tambores de Zé Pereira, os cordões, as grandes sociedades, os bailes de máscara, os blocos e as batucadas nos bares.

A ideia da escola é que o carnaval atual seja repensado, já que as fantasias e alegorias luxuosas se afastam cada dia mais da realidade do povo.

Com fantasias como sempre belíssimas, fez um lindo desfile, mas não entrou nas primeiras colocações.

Rio de Janeiro – A escola de samba Mangueira se apresenta no Desfile das Campeãs do Carnaval do Rio, na Sapucaí ( Tânia Rêgo/Agência Brasil)

E para vocês quais escolas foram as mais bonitas, que temas vocês curtiram mais?

Conta aqui nos comentários e não deixem de acompanhar também a coluna #capivarasylist lá no ‘‘A capivara deu cria”

Um abraço e até a próxima!

No tags 0 Comments