Tag Archives aquaman

Aquaman – Divertido, romântico, sensitivo e com fotografia incrível!

by

Ontem foi dia de conferir a pré estréia do filme Aquaman – O mar te chama na sala Imax do Uci New york City center aqui no Rio de Janeiro, a pré-estréia da Warner ocorreu mundialmente.

Mas afinal o que podemos esperar do longa dedicado ao personagem Aquaman?!

Vamos lá a minha crítica sobre o filme

Aquaman e a Liga da justiça

Apesar de alguns sites e críticos falarem em tom sarcástico ou sobre a existência de ‘chacotas’ ou ‘pouca importância’, eu particularmente, discordo dessa posição em relação ao personagem vindo dos quadrinhos, que teve sua própria publicação e participação na Liga da Justiça.

Digo isso porque em outras épocas diversos personagens presentes na Liga ou em quadrinhos próprios ocupam espaço semelhante (de menor destaque ou preferência do público)  como Aquaman, Flash (Barry Allen), Caçador de Marte, Lanterna Verde (Hal Jordan), já que apesar de reunir icônicos personagens da DC comics, os desenhos e quadrinhos sempre destacaram alguns específicos como Superman, Batman e Mulher Maravilha. Os mesmos foram personagens preferidos de toda uma época.

O elenco da Liga da Justiça até que ficou estável durante a transição da Era de Prata para a Era de Bronze, porém a mulher maravilha abandonou o time por um tempo, retornando mais tarde.

O local do quartel-general teve que ser alterado, após Snapper Carr ter comprometido a localização do Santuário Secreto.

Nos anos 80 alguns personagens entraram pra liga como o Homem-ElásticoTornado VermelhoZatannaMulher GaviãoVingador Fantasma e Nuclear. Nomes que também tinham menos destaque e importância.

A Liga da Justiça voltou a se unir para enfrentar um perigo nunca antes visto, conhecido por Darkseid.

O elenco da versão mais recente da Liga da Justiça nos quadrinhos é composto pelo SupermanBatmanMulher-MaravilhaFlash (Barry Allen)AquamanCyborg e Lanterna Verde (Hal Jordan).  A maioria dos personagens já teve seu filme próprio com sucessos de bilheteria.

Na verdade o destaque e tramas próprias para personagens da DC comics e também da Marvel surgiram a partir das últimas décadas – 0 que não se trata apenas de evidenciar e elevar o personagem Aquaman, mas diversos outros – com destaque nos últimos anos, já que o público dos anos 70, 80 e 90 atingiram uma idade interessante para público cinematográfico além de possuírem culturalmente um nível de valorização muito alto acerca de personagens de suas infâncias, o que trouxe interesse e bilheterias milionárias para as releituras e lançamentos, e claro, a conquista de um público infanto-juvenil do momento.

Acredito que nos anos 70, 80 e 90 eles focaram nos personagens que traziam retorno e preferência da época, e agora criam uma atmosfera lúdica e de boas sensações e recordações evidenciando os demais personagens.

As grandes do cinema como Disney, DC, Marvel entre outras entendeu o momento ideal para reativar seu grande público e conquistar os novos.

Aquaman em destaque

Eu seu primeiro longa por James Wan, Aquaman está em busca de redenção na cultura pop, na verdade uma ascensão do personagem. Criado por Paul Norris e Mort Weisinger, o herói estreou na revista More Fun Comics, em 1941.

Durante a 2.ª Guerra Mundial, Aquaman defendia um navio com refugiados e médicos contra um submarino alemão. Logo ganhou publicação própria, e em 1960, fosse um dos membros originais da Liga da Justiça.

As piadas e pouco interesse no personagem devido outros como superman terem poderes mais interessantes ao meu ver são relativos a épocas e público.

Talvez as tentativas anteriores não tenham sido tão positivas devido ao momento não ser oportuno para valorização de cada um. Pode ser que críticos mais especializados nas histórias em quadrinhos e dos personagens em questão discordem dessa minha visão, mas ela diz respeito a relação de Público versus época versus personagem.

Com o lançamento de Aquaman, é perceptível o resgate e destaque para personagens que anteriormente mantinham-se em pouco interesse.

Shazam estreia em 2019 e o Homem-Borracha está cotado para estrelar um filme solo em breve.

E com certeza podemos esperar lançamentos incríveis da DC, Marvel e Disney para os próximos anos.

 

Aquaman – o mar te chama

O Rei dos Sete Mares está de volta após sua aparição em Liga da Justiça.

Finalmente chega a hora do filme de origem de Arthur Curry interpretado por Jason Momoa.

Diferente de Mulher-Maravilha (em que os acontecimentos antecedem os do filme  Liga da Justiça)  a trama de Aquaman foca na história do personagem em momentos anteriores e posteriores a Liga da Justiça, além de falar sobre as lendas e histórias dos 7 mares.

Filho de um humano com a rainha de Atlântida interpretada no filme por nada menos que Nicole Kidman, Arthur cresce na superfície, com habilidades meta-humanas treinadas pelo braço direito de sua mãe no reino de Atlântida.

Quando seu meio-irmão Orm trama para se tornar o Mestre dos Oceanos, subjugando os demais reinos aquáticos e atacar a superfície, cabe ao protagonista a tarefa de encontrar um tridente lendário que envolve uma bela lenda dos 7 marés para impedir uma guerra entre terra e mar.

Com excelente visual, direção de arte e fotografia impecáveis, o maior trunfo de Aquaman é ser ousado suficiente para apostar em sua estética hipnotizante, que é potencializada pela direção do australiano James Wan.

A missão não é só apresentar o Aquaman, mas toda a mitologia dos Sete Mares, incluindo a história do maior reino deles: Atlântida.

A apresentação do mundo aquático do filme é de detalhes e perfeição mágica, a direção de arte promove uma sensação épica, e admirável.

Wan conseguiu tornar seu design peculiar em uma fantasia nunca vista em um filme do gênero.

Aos meus olhos Aquaman é o longa de herói mais bonito que já vi, e assisto todos! rs

Se sentir em Atlântida é o ponto máximo do filme, e isso porque vi na sala Imax que tem qualidade ímpar mas não era 3D.

O filme te dá vontade de mergulhar nas águas e descobrir aquele mundo, além do personagem que passa uma leveza e caráter natural apesar da força e capacidade.

 

O Figurino

A parte que eu amo!

Para alguns críticos o filme flerta o ‘cafona’ de forma assertiva. Para mim, não há nada de cafona em um filme que traduz de forma bela as tendências e sensações mais desejadas do momento, o exagero de cores e neon, que cria um universo rico e único, com passagens em inspirações dos anos 80 e 90 e um toque de Glamour mais do que desejado na nossa era.

Os figurinos mostram com perfeição cada momento do filme, a leveza, a força, o encantamento e se conectam com tendências e cores que seguem em alta por diversas temporadas na moda, porque de fato agradam e tem seus espaços.

Com destaques para tons de Coral que é a cor eleita pela Pantone para o ano de 2019, os mais diferentes tons de azul e uma vibração de neon que representa ”as luzes” dentro do mar.

Pontos que considero importantes no filme:

  • A chamada para a consciência da importância da preservação dos mares e natureza
  • A comprovação de que o ser humano destrói nosso patrimônio natural valioso para sobrevivência de todas as especies
  • O caráter do personagem principal
  • A valorização do amor
  • A valorização da convivência pacífica entre povos e especies diferentes
  • A valorização de ensinar boas histórias e lendas as nossas crianças despertando criatividade, sabedoria, vivencia entre outras questões importantes na formação
  • Os figurinos totalmente bem feitos com uma pegada anos 80 e 90 que é mais do que tendência no momento, é desejo!
  • As cores, luzes, o neon, o brilho
  • O filme ter um final época e não uma tela preta que te deixa revoltado! kkkk

 

Resumindo..

Corre pro cinema para assistir a estréia de Aquaman porque vocês vão amar pelo menos alguma particularidade do longa.

 

Espero que tenham curtido essa mega resenha de uma figurinista apaixonada por cinema e por filmes mágicos, imaginativos e lindos!

 

Um beijo e até a próxima resenha de cinema!