Rabiscos no metrô: você é feliz quantos dias na sua vida?

by

Bonjour Chiques!

Tudo bem com vocês?

Hoje vim compartilhar um texto bem diferente, mas que eu espero que gostem.

Você é feliz quantos dias na sua vida?

Rabiscos no metrô

Depois que voltei do Now Experience com Roberto Shinyashiki, reforcei alguns valores e ideias que tento aplicar todos os dias desde o Ultrapassando Limites com Rodrigo Cardoso.

É sempre muito bom estar em treinamentos e eventos como esse porque os conhecimentos compartilhados ali são únicos e tudo muito especial.

Não tenho costume de ler ou escrever em movimento (transportes) além de ficar enjoada me lembro muito do meu pai que dizia fazer mal para os olhos.

Porém hoje voltando da zona sul de metrô a conversa de 3 pessoas me chamou a atenção:

Um rapaz que dizia só ter tempo para o filho nos fins de semana,

A menina ao lado dizia só querer cumprir seu horário e obrigação no trabalho e que jamais trabalharia aos fins de semana.

Uma terceira mulher um pouco mais velha não reclamava tanto mas concordava.

Voltei imediatamente a palestra do Léo Chaves no Now experience, no exato momento em que ele dizia que se você não for feliz em toda sua jornada, se você só for feliz aos fins de semana ou no momento do ‘’se’’ você estará jogando mais da metade dos seus anos de vida fora!

Lembrei também que há algum tempo atrás, mesmo trabalhando com o que gosto, em alguns momentos eu cheguei a pensar semelhante, mas sempre pensei em aproveitar todos os dias de alguma forma…

No caso dessas 3 pessoas, ambas são infelizes em seu trabalho, ou ainda não descobriram que podem ser felizes todos os dias e em diferentes momentos, e não só ‘’Se for fim de semana, Se estiver com alguém, Se..Se..SE’’

Hoje eu sei de ferramentas e valores importantíssimos para conquistarmos maior produtividade e termos esse tempo de curtir o que gostamos.. Mas acima de tudo eu parei e agradeci a Deus porque hoje se eu tiver que trabalhar aos fins de semana eu estarei curtindo muito!

Claro, que hoje sendo sócia de uma agência, ou seja, o meu negócio, é um pouco diferente de trabalhar para outra empresa, do contrário que muitas pessoas imaginam, por diversas vezes temos ainda mais trabalho a fazer, porém curtimos faze-lo, é satisfação fazer o meu trabalho bem feito, e ver clientes e pessoas satisfeitos com isso. O meu trabalho não é só o um trabalho, não é só cumprir um dever, é realizar e ajudar pessoas. E impossível não estar feliz com isso.

Depois de mil pensamentos que vieram naquele momento um deles foi:

“Nossa! Essas pessoas precisam conhecer os caras fodas que eu conheci nos últimos tempos.. Eles precisam ouvir o Geronimo Theml, o Roberto Shinyashiki, o Rodrigo Cardoso, a Elanir Souza, e muitos outros que podem ajuda-los a sair dessa inércia’’

 Mas depois eu pensei:

“Mas eu já aprendi tanta coisa com eles, já sei de tanta coisa que mudou a minha vida e dia a dia, porque eu também não poderia ajudar pessoas nesse outro sentido além do meu trabalho com Marketing e Moda?

Sim, eu posso! Vamos nessa, eu tenho um blog, eu posso ir muito além no que escrevo nele! ”

Nesse momento eu peguei a minha agenda e comecei a escrever esse texto no metrô mesmo, acho que foi a primeira vez que escrevi assim em um transporte público rsrs

Eu nasci – graças a Deus – em uma família de muito amor e animação! Quase todos nós escolhemos nossas profissões por gostar, e isso já é um grande passo para conquistar a felicidade todos os dias. Mas de toda forma a rotina as vezes cansa, as dificuldades, o dia a dia..não é mesmo? Mas ter rotina não é ruim, ruim é a forma como você a organiza.

Dicas para mudar

Eu também muitas vezes me sinto cansada, sem tempo, ou com diversos problemas a resolver, e confesso que sou paciente, mas ao mesmo tempo me irrito com facilidade.

Hoje depois de tudo que venho aprendendo, quando eu percebo essas situações eu faço o seguinte:

  1. Paro para pensar que existem dificuldades e problemas piores.
  2. Agradeço a Deus pela minha vida.
  3. Reorganizo a minha agenda.
  4. Tento não pensar no problema nos momentos em que não posso resolve-los.
  5. Vou para academia relaxar e me exercitar.
  6. Retomo meu dia a dia com pensamento positivo e buscando produtividade.

Quantos dias da sua vida você já perdeu porque saiu de casa ‘’apenas para cumprir o seu horário de trabalho’’. Quantas vezes você já saiu infeliz por estar indo trabalhar no que você trabalha?

Os fins de semana, os dias livres, ou o churrasco não são os únicos dias que você tem para ser feliz, nós temos TODOS OS DIAS para sermos felizes.

Cada dia é uma OPORTUNIDADE, um presente!

Nesse momento a minha folha acabou, mas o meu recado é:

Busque ser feliz todos os dias, busque conhecimento em pessoas que possam te ajudar a melhorar a sua produtividade no trabalho e na vida, ou até mesmo a encontrar um caminho novo.

Eu espero poder ajudar todos os dias alguém e a mim mesma. Nós sempre temos o que aprender e o que ensinar.

Eu sou uma ultrapassadora de limites, eu vivo now!

E você? Bora viver?!

Você também pode!!!

Boa semana!

Bjks e até o próximo rascunho 😉

 

No tags

No Comments Yet.

What do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *