Creed II – o que achei da sequência do filme

by

O filme…

Ontem fui assistir ao filme Creed II; sequência de: Creed: Nascido para lutar.

No primeiro filme vimos o início e estreitamento da relação entre Rocky e Adonis, assim como a grande parcela de nostalgia envolvida por toda a trajetória de Balboa. Em Creed II, o diálogo entre a dupla vai além e Adonis fica a frente de suas escolhas, independente da opinião de Rocky Balboa, seu treinador.

A grande questão de Balboa para Creed é: “Para quem (e para o quê) ele está lutando?”.

A sequência desenvolve além dos dois personagens, outras figuras da trama, no segundo filme por mais intensas e bem filmadas que sejam as cenas, as lutas dos ringues vão para além dos socos, o filme atinge a memória afetiva, tanto dos próprios personagens em si, quanto as nossas como telespectadores da história.

Colocados frente a frente novamente simplesmente por uma questão de marketing, Drago e Balboa se enfrentam de uma outra forma, através dos ”filhos”, Drago e Adonis, Dois jovens que, por mais talentosos que sejam, estão à sombra de um passado que acaba os definindo.. Viktor vive na busca de retomar o prestígio do pai que foi perdido após a luta com Rocky, enquanto Adonis percebe que o real motivo de estar lutando não é apenas a memória de seu pai.

“Aceitar a luta lhe fará mais digno de ser um Creed? O aproximará mais de seu pai Apollo ou de quem ele gostaria de ser? Ou melhor… Quem ele gostaria de ser? “

Vale a pena assistir?

Sim, muito! pelo menos, pra mim, que curto esse tipo de filme e AMO sequências, o filme está incrível.

Em Rocky IV, a missão de ambos os lutadores era o patriotismo (um filme marcante até hoje pela Guerra Fria). Mas em Creed II, Rússia e Estados Unidos são meros detalhes, que se relacionam mais ao psicológico dos lutadores do que a pátria em si. A missão aqui é pessoal e sua identidade se dá através de lutadores que receberam como “herança” o desejo de vingança ou a busca e entendimento de identidade.

Um assunto que eu acho super bacana de tratarmos em filmes, afinal essas questões de heranças e identidades são muito sérias e importantes no desenvolvimento de seres humanos mais felizes em suas próprias vidas e missões.

então corre lá no cinema pra ver creed II a sequência

A trama mistura nostalgia com novidade, e homenageia seus princípios de forma assertiva e sem exageros, reaproveitando uma trama já conhecida, com uma pitada mais forte de sensibilidade e ambiente ‘familiar’. Não há vilões nem heróis, porque, apesar dos golpes e rivalidades, percebemos em ambos os personagens suas necessidades e problemas particulares que os levaram a tais atitudes e anseios, principalmente no que diz respeito ao psíquico e sentimental.

A mensagem central do filme é bem bacana!

Corre pro cinema e assiste esse filme que tá show de boxe!!!

Um beijo e até o próximo post.

Nenhum comentário ainda.

Aproveite a visita e deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.