Moda

A semana de Moda de Paris com a volta Triunfante de Poiret

Bonjour chiques,

Tudo bem com vocês nessa terça feira? Como estão os ânimos para essa semana hein?

Demorei mas cheguei com a semana de moda de Paris rsrs..

Hoje vamos falar sobre os desfiles que encantaram mais uma vez a cidade luz. A semana de Moda Paris com a volta Triunfante de Poiret. 

Minha amada Paris, estou morrendo de saudade! não sei se quando acompanho os desfiles fico com mais saudade ou vontade de ir rsrs..

Mas vamos lá aos destaques da Fashion Week Francesa.

Valentino.

Sempre romântico e elegante, O maestro Valentino e um dos estilistas da alta costura que mais admiro e amooo.

Desde a paleta de cores, passando pelos tecidos até as modelagens o desfile de Valentino foi puro romantismo em Paris.

Em atmosfera clássica – o desfile no hangar com vista para a cúpula dourada do Les Ivalides –  apresentou técnicas muito doces, com flores estampadas e tecidos nobres, o desfile encantou os fãs do romantismo clássico e ao mesmo tempo aos modernistas que curtem uma bela alfaiataria e modelagens originais.

Poucos designers misturam as cores tão brilhantemente como o diretor artístico de Valentino, Pierpaolo Piccioli.

As combinações de tons pastel brilhantes e cores primárias ficou de fato sensacional.

O desfile também trouxe uma vibe anos 70.

Stella McCartney

O desfile da estilista foi no Palais Garnier.

E a dúvida que pairou sobre o evento foi se Stella vai comprar a parte de sua marca que hoje pertence ao grupo francês Kering.

A Kering não especificou o volume de negócios da Stella McCartney em seu relatório anual, mas algumas fontes bem informadas estimam ganhos de cerca de 250 milhões de euros por ano, com crescimento de um único dígito.

Há rumores de que Paul McCartney ajudaria a filha financeiramente a comprar a outra metade da marca.

Stella é expert em criar roupas de engrandecem e emponderam as mulheres.

A designer britânica apresentou combinações inusitadas. Peças como um top cinza 3/4 combinado com calças de lã mohair, casaco verde azulado resultando em looks muitos desejados.

O corte da marca é sempre impecável. Decotes Vitorianos também aparecem nessa coleção em contraste com tênis e peles falsas.

A semana de Moda de Paris com a volta Triunfante de Poiret.

A volta inimaginável da marca nas passarelas Parisienses!

“O renascimento era uma prova difícil para a Poiret, mas a marca passou com distinção. Fundada em 1904 pelo designer Paul Poiret, a casa de couture parisiense fechou as suas portas em 1929. Comprada em 2015 pelo grupo coreano Shinsegae International, a marca deus os seus primeiros passos na passarela da capital francesa no domingo, apresentando-se Musée des Arts Décoratifs com uma coleção para o outono-inverno 2018/19 imensamente aplaudida, assinada por Yiqing Yin.” (Fashion network brasil)

Nossa!! é com muita alegria que vi o desfile de Poiret retomar a marca nessa semana de moda.

Paul Poiret foi um estilista – primeiras metades do século XX – brilhante e muito dedicado as mulheres e a moda que fazia. Ele foi o grande primeiro estilista ao pé da letra. Um alfaiate que conquistou as mulheres da época com sua maison, as libertou do espartilho tornando seu trabalho criações de verdade suas, e não impostas pela indumentária de uma época.

Ele foi o primeiro a usar modelos reais para apresentar suas roupas e em seguida criou a ideia dos primeiros manequins.

Infelizmente Paul Poiret faleceu falido e com sua marca esquecida, mas com o passar do tempo e os estudos sobre moda seu trabalho passou a ser muito valorizado e amado pelos amantes da moda. E hoje o seu nome ressurge triunfando nas passarelas de Paris, com certeza uma linda e emocionante homenagem, fico até com os olhos marejados ao escrever esse texto, porque creio que de onde ele estiver está muito feliz e orgulhoso – finalmente – do legado que deixou.

O desfile foi belíssimo e a designer francesa de origem chinesa, com 32 anos, interpretou e fez uma releitura incrível do estilo de Poiret.

Há um ano que estamos trabalhando neste projeto, através de muita pesquisa e trabalho nos arquivos, para depois darmos um passo atrás e nos focarmos principalmente na personalidade da Paul Poiret, que libertou o corpo feminino do corpete”. falou em entrevista.

Roupas versáteis de tecidos maleáveis e ao mesmo tempo chiquérrimos, é como se os looks mudassem de personalidade de uma mulher para outra.

Muitas parkas e blusões oversized aparecem trazendo modernidade ao traço de Poiret, que em sua época foi muito moderno.

Os tecidos finos e jacquards – é um tecido que eu amo e ficou muito tempo esquecido – suntuosos chama atenção nos looks.

Eu estou de fato CHOCADA com o trabalho dessa designer, como ela conseguiu criar roupas incríveis, modernas e ao mesmo tempo com toques clássicos da época de Poiret, como cintura marcada e tecidos nobres. Ao mesmo tempo aparecem metalizados, oversized e shapes modernões.. eu amei!

E vocês o que acharam da semana de moda de Paris? Já viram nosso post sobre Milão?!

Quais grifes chamaram sua atenção? Me conta!

Um beijo e até a próxima!

Designer de moda e figurinista, apaixonada por artes, dança, viagens e pessoas que amo. O blog é um espaço onde posso falar sobre moda e contar minhas viagens e descobertas! é sempre bom saber que podemos ajudar alguém em algum lugar do mundo, ou simplesmente compartilhar alegrias. Sejam bem vindos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.